O poema invade suas almas,
Suas mãos salvam vidas!
Suavizando com melodias,
Os que necessitam de suas alegrias.

São forças humanas,
Rostos que se iluminam,
Médicos (as) e enfermeiros(as)
Todos em prol da saúde.

Eu aplaudo com palavras,
Versando com os sentidos,
Reconhecendo com o coração,
O trabalho que tem acontecido.

Sublimidade sem fim,
Do Cepon a qual me encontro,
Tendo com vocês neste momento,
A gratidão a carregar nos olhos.

Arcanjos sem asas,
De brancos são revestidos,
E a pureza de cada mistério,
Encarando a essência não escondida.

Um respirar…a preocupação,
Vem acompanhada em cantos,
Para dá além do tempo…
A nova chance de conquista.

Que o sol os iluminem,
A chuva lave o cansaço.
A busca seja viva,
Verdadeiras obras de artes.

Que nada falte, nem seus sonhos,
Nem mesmo o novo amanhecer!
Mas venha os bons fluidos,
Para vir, neste instante, vencer.

Por Ricardo Oliveira

(Homenagem aos Profissionais da Saúde).