No final de 2019 foi instaurado inquérito policial para apurar uma denúncia de que o homem teria abusado sexualmente da enteada, de oito anos, sob o pretexto de que precisava examiná-la. Por meio de diligências realizadas pelos policiais civis da Delegacia de Polícia de Armazém, com apoio da DPCo de Forquilhinha e da DPCAMI de Tubarão, concluiu-se que o investigado cometeu o crime.

Diante de todo o conjunto probatório juntado aos autos, representou-se pela prisão preventiva, cumprida na tarde de quarta-feira (05). O homem foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão. A ação contou com a participação de policiais civis de Armazém e São Ludgero.