Uma das vítimas, em Santa Catarina, possuía milhares de seguidores e mais de mil postagens. A conta foi subtraída por um hacker aparentemente do exterior, o que impossibilitou a recuperação pela vítima, aplicando diversas técnicas avançadas e vulnerabilidades específicas da plataforma.

O criminoso alterou dados de e-mails e números de telefone e o nome da conta mais de cinco vezes para dificultar o rastreio. O hacker implementou ainda medida restritiva que impedia a visualização do perfil apropriado, o que dificultava encontrar o perfil para realizar a denúncia.

Ao tomar ciência do fato, a Polícia Civil realizou os primeiros procedimentos investigativos. Os policiais civis conseguiram recuperar e devolver a conta para a vítima com as publicações e seguidores intactos. As informações descobertas pelos policiais civis serão agora encaminhadas à Delegacia de Polícia da área onde o caso ocorreu.

A suspeita é que, provavelmente, a conta seria vendida na Deep Web em razão da quantidade de seguidores. As investigações seguem para identificar os envolvidos. O alerta é que usuários de redes sociais configurem suas contas optando pela verificação em duas etapas. Para tanto, devem acessar o link “configurações”->”segurança”->”autenticação de dois fatores”->, preferencialmente optando por “aplicativo de autenticação”.