O PASSEIO
Sandra estava passeando sozinha com os seus sentimentos no mesmo parque que
Amália e Daniel estavam no dia anterior com o anjo, o Monceau. Recordava-se das
palavras de Daniel, da dança, da música e de todo os acontecimentos que viveu
com ele. Não é fácil ter os sentimentos atordoados.
SANDRA LOPES: – Ele foi tão doce, meigo comigo! Parecia o mesmo homem por
que me apaixonei…Sim, ele é! – Ela sorriu. – Estou sentindo a sensação da mesma
paixão que sentira no primeiro encontro, quando nos conhecemos. Voltei a me
apaixonar por Daniel, e pode ser um passo a mais na nossa relação.
Os pássaros cantavam ao seu redor, o vento balançava os seus cabelos, e os olhos
se enchiam de lágrimas.
SANDRA LOPES: – Devo falar de coração aberto a ele, meu amado! Antes que tudo
se esfrie novamente e qualquer outra mulher o tome de mim! Não, isso nunca! Vou
imediatamente até a redação para lhe dizer o que estou sentindo neste instante.
Sandra vai em busca de Daniel para que o seu ser possa se deixar comunicar sobre
o amor a qual sente.
REDAÇÃO
SANDRA LOPES: – Daniel! – O chamou bem baixinho!
DANIEL MULLER: – Sandra! O que faz aqui?
SANDRA LOPES: – Está ocupado?
DANIEL MULLER: – Não, não estou!
SANDRA LOPES: – Eu podemos conversar? Estou tão feliz!
DANIEL MULLER: – Podemos sim, onde desejas?
SANDRA LOPES: – Prefiro em nossa casa.
DANIEL MULLER: – Então vamos!
Já estando em casa, Sandra o abraçou.
SANDRA LOPES: – Eu estou apaixonada por você, outra vez!
DANIEL MULLER: – Fazia tempo que não falavas assim! – Surpresa em sua
expressão.
SANDRA LOPES: – Agora é diferente!
DANIEL MULLER: – Algo mudou em você! – Disse tocando no cabelo de Sandra.
SANDRA LOPES: – Achas?
DANIEL MULLER: – Não é difícil notar!
SANDRA LOPES: – Tem homens que não notam!
DANIEL MULLER: – Eu não sou, certos homens!
O beijo era questão de minutos e nada mais estava importante a eles no

momento. ÚLTIMAS SEMANAS DE O COLUNISTA.