Isabela Toledo Colunista da Coluna de Educação

Para começar a definir Metodologias Ativas, vamos conferir o significado simples de cada uma das duas palavras que compõe essa expressão.

Metodologia: O termo é derivado de método, do latim “methodus”, cujo significado representa o caminho ou a via para a concretização de algo. Método é, portanto, o meio pelo qual se percorre para alcançar um determinado fim ou a condição fornecida para se chegar a respectivo conhecimento. (https://escolaeducacao.com.br/o-que-e-metodologia/)

Ativa: Que age; diligente; energético; vivo. (Minidicionário Silveira Bueno)

Apenas lendo essas definições, já conseguimos criar uma ideia do que são Metodologias Ativas. Relacionando os dois termos, José Moran nos traz uma definição completa:

Metodologias Ativas no campo da educação “são grandes diretrizes que orientam os processos de ensino e aprendizagem e que se concretizam em estratégias, abordagens e técnicas concretas, específicas e diferenciadas.”

José Moran

Trabalhar com Metodologias Ativas pressupõe considerar alguns elementos essenciais: criatividade, colaboração, flexibilidade, adaptação, protagonismo e tecnologias.

O professor então vai investigar, buscar e escolher os melhores métodos para alcançar os objetivos educacionais.

Metodologias ativas dizem respeito ao COMO realizar o ensino, muito mais do que O QUÊ ensinar.

Trabalhar com metodologias ativas requer, primeiro, uma mudança de pensamento sobre os papéis do professor e dos alunos, sobre a forma de se conectar esses atores e os saberes. É uma forma de pensar, é uma concepção de ensino, é um mindset.

Por isso sempre digo que, antes de mudar metodologias, mude seu mindset.

Vamos melhorar o processo de ensino na Educação Básica?