Oz de Oliveira Colunista de Coluna das Crônicas

Estamos em tempo de festas… festas para alguns, dias de lutas rumores de guerra o custo de vida que é caro está muito caro para ser feliz. Mais nem tudo é tão ruim tem crianças nascendo tem rosas nós jardins, pessoas que venceram o câncer, a corona, alguém se casou ontem, alguém começou, um novo emprego, as praia estão cheias de pessoas tem gente, gritando tem, gente estranha, tem gente de todo jeito de todo tamanho e um monte de sonhos de esperança ninguém nasceu para sofrer.

Sempre pensei que dias melhores viram e chegarão quando …eu não sei!
Mais tem sim um cheiro de novo uma esperança no meu país tudo se faz justamente igual como no primeiro dia da descobertas nada mudou.

Os jornalistas procuram notícias, os filhos procuram os pais, os pais estão sempre muito ocupados; os políticos condão dólares e mentiras, os médicos fazem o que se pode, os nativos do Brasil já estão em festa eu escrevo em um jornal da minha cidade onde me sinto muito onrado, tenho meus medos, meus mitos, mais tenho esperança e não canso, não vejo a hora de poder escrever boas notícia a abertura das escolas a vitória do Brasil.

Uma medalha olímpica a cura para o câncer a descoberta do amor o fim do racismo tudo é tão simples que nem precisa de um milagre de Deus, ser menos egoísta, muda toda a receita todos que podem fazer alguma coisa boa, porém só você tem a opção de escolher …


Eu escolho fazer de meus dias melhores do que os anos que já passaram mais o que se ganha e o que se perde

…Eu não penso em ganhar nada apenas melhorar.