O CASAMENTO

Na Catedral de Notre-Dame, uma das mais belas existentes, localizada na Ilê de la Cité, uma ilha localizada no curso do Rio Sena, que por sua vez, passa pela cidade de Paris. Ela possui uma arquitetura gótica, e sua construção se estendeu por duzentos anos. O nome Notre-Dame significa em francês: “Nossa Senhora”. Tudo é bendo nela, e as torres encanta qualquer pessoa. Esse sempre foi o sonho de ambos, quando um dia, se casarem. O dia chegou! Os laços serão de agora em diante, um só e nada mais importava para os dois. 

Esperando a linda Sandra entrar…Os convidados já se encontravam na Catedral. Colegas da Agência de Modelo e da Redação, assim como a amiga de Sandra, e o Amigo de Daniel, a Dra. Melissa havia sido convidada, porém, não poderia comparecer.  Quem levava Sandra até o altar era Amália, já que os pais haviam morrido. O relato no livro tinha deixado a lacuna sobre o pai. A causa da morte de Gabriel, pai de Daniel e Amália, tinha sido de câncer. 

Ao estar na frente de Daniel, sorrindo e feliz, a cerimônia começa. 

PADRE HUMBERTO: – Sandra, você aceita Daniel como seu legitimo esposo?

SANDRA LOPES: – Aceito!

PADRE HUMBERTO: – Daniel, você aceita Sandra como sua legitima esposa?

DANIEL MULLER: – Aceito!

PADRE HUMBERTO: – O que Deus uniu, o homem não separa! Eu os declaro, marido e mulher.

DANIEL MULLER: – Eu amo você!

SANDRA LOPES: – Eu também te amo!

Os lábios se encontram e o beijo acontece com as palmas dos convidados. Na saída da Catedral, o buquê foi lançado, sendo pego por Amália. Não queria festa, e sim viajar para Roma. Assim, o visitam. Na manhã seguinte, eles despertam da noite que tiveram, tomam um banho, o café estava a espera. Se perderam tempo? Jamais! Seguiram para o Coliseu.

SANDRA LOPES: – É maravilhoso pisar os pés aqui!

DANIEL MULLER: – Concordo com você!

SANDRA LOPES: – Eu não sabia que terminariam juntos! Felicidade estampada no rosto.

DANIEL MULLER:  – Confesso que, também eu não sabia!

SANDRA LOPES: – Daqui para frente, só nós dois!

DANIEL MULLER: – Nós três!

SANDRA LOPES:- Ou mais,né! Quem sabe dois filhos!

Eles sorriem um para o outro, e Sandra coloca a sua cabeça contra o peito de Daniel.

 Fim.