Oz de Oliveira Colunista de Coluna das Crônicas

No final de um longo verão em fim temos uma vacina o oxigênio nós falta no coração do Amazonas por aqui está tudo bem. A saudade de meus filhos que me abala a alma tudo se mistura neste paradoxo da 3 dimensão a greve da comcap a queda do figueira e a criancinhas do Avaí.

O encanto do turista vendo a ilha pela primeira vez, a dificuldades que é a 401 para quem pega ela todos os dias. A um ar de esperança minto para mim todos os dias, porém não está tudo bem, o governo não para o bicho pega todo dia o jornal nacional é só c19 Bolsonaro e as vezes fala sobre o preço do horror.

Tenho pena deste mundo tenho pena de vocês intendo que o egoísmo e orgulho por coisas superfelas é semelhante ao um câncer observo as pessoas nas minhas idas e vindas do meu trabalho para casa todas os dias.


Conectadas com seus smartphone dentro de seus mundos 4G que esquecem que caminham ao precipício peso, a Deus todos os dias, que ele, tenha pena deste mundo, os dias estão tão chatos como a chuva que cai na vidraça.

Minhas conclusões é ou eu vejo muito ou este mundo não vê nada e no meio de tudo isto ainda se fala de terceira guerra mundial, mais coitado de mim ou de nós que não tem nem um estilingue ou um 38 canela seca para atirar e o pior de tudo nos não temos nem um inimigo.