A passagem do ciclone Ana na pequena Fiji, no Pacífico, causou a morte de pelo menos uma pessoa no último domingo (31/1), enquanto mais de 10 mil pessoas tiveram que ser evacuadas para escapar das inundações e da destruição causada pela tempestade. A maior parte do país está sem energia elétrica e com problemas no abastecimento de água. Ao menos cinco pessoas, incluindo uma criança, seguem desaparecidas.

Fiji vem sofrendo com as fortes chuvas nas últimas semanas. No final de 2020, o ciclone Yasa passou pelas ilhas com potência categoria 5. Segundo os meteorologistas, dois outros sistemas, Bina e Lucas, estão se desenvolvendo ao norte da Austrália e devem passar por Fiji nos próximos dias. ABC News Australia, Deutsche Welle, Sidney Morning Post e Guardian deram mais detalhes sobre o impacto do ciclone Ana em Fiji.

Quase dois anos depois de ter sido atingido pelo ciclone Idai, o esforço de reconstrução em Moçambique foi prejudicado com a passagem do ciclone Eloise no final de janeiro. Estima-se que mais de 250 mil pessoas tenham sido afetadas, em especial na província de Sofala. Eloise foi a 2ª tempestade tropical a atingir a região central do país em menos de um mês. Para as agências humanitárias presentes em Moçambique, a situação é dramática: além dos prejuízos causados pelas chuvas, o país sofre também com a pandemia e seus impactos econômicos, o que coloca sua população em uma posição de vulnerabilidade extrema. Climate Home destacou essa situação.