De acordo com o presidente, privatização vai ajudar na melhora do desempenho da área portuária na região.

Passando dias de folga em São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu a privatização do porto da cidade. Ele segue na região até essa quarta-feira, 17.

A extinção da SCPar e, consequentemente, uma possível privatização do Porto, foi anunciada pelo governador Carlos Moisés (PSL) no início de fevereiro. O assunto, inclusive, causou desconforto entre as entidades econômicas da cidade.

Mas, o presidente vê a situação como algo positivo. Em entrevista à Record TV, ele disse que isso poderá ajudar a melhorar o trabalho na área portuária.

“A principio, sem entrar em detalhes, é muito bem-vinda [a privatização]. Se tiver privado, trabalha melhor do que o serviço público. Você pode ver, o Porto de Santos, como era no passado. Estava na mão de feudos, de grupos políticos e hoje não está mais. E tem batido recorde, mês após mês, de exportação. Então as coisas estão melhorando. E assim a gente faz. As privatizações precisam ser feitas, com racionalidade”, disse.