Florianópolis iniciou na quinta-feira, 25, uma ação conjunta de fiscalização das novas medidas de controle da disseminação do Coronavírus. A força-tarefa será composta pela Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano; Superintendência de Serviços Públicos (SUSP) e Guarda Municipal, órgãos da Secretaria de Segurança Pública; e Polícia Militar.

Serão 24 equipes com fiscais da Vigilância Sanitária de Florianópolis e SUSP. As fiscalizações contarão com auxílio da Guarda Municipal e/ou Polícia Militar. Os profissionais vão verificar a aplicação dos protocolos sanitários para todas as atividades com funcionamento limitado conforme decreto publicado na última quarta-feira, 24, pelo Governo do Estado.

As ações serão intensificadas até domingo, 28, e serão feitas em todas as regiões da Capital. Casas noturnas, Igrejas, terminais de ônibus, shoppings, bares e restaurantes estão na lista de espaços a serem fiscalizados pela força-tarefa. Locais com histórico de descumprimento serão revisitados e caso seja constatada alguma nova irregularidade, além de interdição, serão notificados por processos administrativos que podem resultar em multas, da Vigilância Sanitária, de até R$ 500 mil reais.

“Essa força-tarefa intersetorial vai endurecer a fiscalização contra essas iniciativas que tem gerado aglomeração e contribuído com o aumento de casos de contaminações e internações por Covid-19. A curto prazo, essa será uma das nossas principais frentes de trabalho para prevenir o colapso do sistema de saúde da Capital”, explica o Secretário Municipal de Segurança Pública, Coronel Araújo Gomes.

A Prefeitura de Florianópolis alerta ainda que casos de nova variante de COVID-19 já foram identificados na cidade e o mesmo é ainda mais transmissível, e reforça a importância do cumprimento de medidas de distanciamento social para contenção da disseminação da doença.