DIAS DEPOIS…

Ayala: – Então, é aqui a sua casa e a de seu irmão!

Juan Pablo: – Sim!

Ayala: – Lindo!

Matias German acaba de chegar, quando vê Ayala e Juan Pablo juntos, no sofá da sala em uma bela conversa.

Matias German:- O que está acontecendo?

Os dois se levantam e ao vê-la, Matias fica sem fala, como se a conexão entre Juan e Ayala, também fosse a mesma, e acontecesse com ele.  

Juan Pablo: – Quero apresentar Ayala.

Matias German: – Muito prazer, eu sou Matias!

Ayala: – Ayala!

Ele pega na mão dela, e a beija como cavalheirismo antigo, se bem que deveria ser sempre atual esse comportamento!

Matias German: – Então, o que viu no Juan?

Ayala: – Ah, a gente trabalha juntos e então, hoje me trouxe para conhecer a sua casa.

Matias German: – Típico dele! Disse ao pegar uma taça e uma garrafa de vinho.

Juan Pablo: – Velhos hábitos nunca mudam.

Ayala: – Tenho que ir!

Juan Pablo: – Certo! Logo nos vemos.

Matias German: – Um jantar, que bom!

Juan Pablo: – Não liga! Dizendo e balançando a cabeça.

Juan toca no rosto da jovem, e se despede com apenas um abraço. Ayala sai, dando privacidade aos dois.

Matias Pablo: – Como as outras?

Juan Pablo: – Não, com ela é diferente!

Matias Pablo: – Somos quem somos, isso não tem cura.

Juan German: – Temos uma ligação! Não sei bem como explicar.

Matias Pablo: – Não se apaixone! Colocando a taça na mesinha de bebidas.

Juan Pablo: – Já me apaixonei! Bateu nas costas do irmão.

Juan foi tomar um banho e se preparar para o encontro.

De certa forma, a ligação entre eles inicia