Quando comecei a trabalhar em casa eu nem imaginava que aquilo se tornaria um “home office”. Na verdade, eu pensava que passaria alguns dias em casa e depois tudo retornaria ao normal. Mas em pouco tempo percebemos que era preciso realmente se reinventar, se adaptar a uma nova forma de trabalho e manter a vida em atividade. As mudanças foram drásticas, mas conseguimos continuar produzindo.

“Que recebe as noticias no whatsapp? Entre no grupo AQUI

No início eu gostei muito da experiência. Não vivia mais o desgaste do trânsito, almoçava tranquilamente em casa todos os dias, ficava mais próxima dos meus filhos e ficava de chinelo o dia todo. Além disso, vi meus colegas e minha equipe de trabalho se envolvendo cada vez mais com a internet e as tecnologias e ficava feliz ao perceber que a transformação digital invadiu nossas vidas e as escolas.

Foram muitos meses assim e aprendi a trabalhar em casa, na maior parte do tempo produzindo até mais do que quando trabalhava presencialmente. Mas, é claro, o movimento de uma escola de educação básica traz um dinamismo e uma imprevisibilidade que modificam a rotina e o planejamento com muita frequência. Em casa tudo é diferente e as crianças estão aos cuidados de suas famílias todo o dia. Mas não foi só isso. Também engordei, descuidei da aparência e parei de fazer as unhas. Levei um tempo para me reorganizar e perceber o que estava me prejudicando.

Hoje tenho uma opinião formada sobre o “home office”: não gosto nem um pouco! Claro que é uma opinião pessoal e cada um só pode falar por si mesmo. Mas, quando trabalhar em casa se torna uma necessidade, é preciso encontrar maneiras de entregar bons resultados e ser produtivo. Por isso deixo aqui algumas dicas simples que funcionam para mim. Pode ser que não funcionem para você, ou mesmo que você não precise delas. Mas acredito que compartilhar minhas experiências pode ajudar muita gente!

  1. Acorde no horário habitual, tome um banho e coloque uma roupa bonita: pode parecer engraçado, mas considero isso básico. Quantas vezes vi o chefe pedindo uma reunião pela manhã, de última hora mesmo, e alguns colegas com a câmera fechada, com certeza por estarem descabelados, de pijama ou algo do tipo. Estou falando sério e alguns até confessavam que esse era o motivo de não abrirem a câmera. Mas é claro que esse não é o ponto principal. Quando você desperta seu corpo com um banho e se arruma, está enviando uma mensagem ao seu cérebro, dizendo que está na hora de trabalhar.
  2. Estabeleça, sempre que possível, os horários de se alimentar: é muito importante não fazer as refeições trabalhando, em frente ao computador. É saudável respeitar esse momento e cuidar da saúde.
  3. Faça pequenas pausas sempre que sentir cansaço ou perceber que a mente “travou”: isso traz mais leveza para o seu dia e beneficia a sua criatividade.
  4. Determine o horário de parar de trabalhar: quando se trabalha em casa, existe o risco de querer resolver coisas todo o tempo. Isso não é bom. É preciso desenvolver outras atividades, lazer, ficar com a família, se distrair, ou até mesmo ficar à toa. Não é se matando de trabalhar que você vai ser promovido ou elogiado. Essas coisas aparecem quando você se mostra maduro e entrega resultados mantendo a saúde em dia e até ajudando os colegas a manterem a mente em equilíbrio e cultivarem bons relacionamentos em família.
  5. Não trabalhe no fim de semana: a não ser que esteja dentro do seu contrato. Respeite seus limites!

Nossa vida é muito mais que trabalho. Não há dinheiro no mundo que compre paz, felicidade, amor e uma família unida.

Enquanto for preciso ficar em casa, se cuide!