Colunista Roberto Ravagnani

Notícia do jornal A Verdade de Marco de Canaveses – Portugal. “O Japão criou o Ministério da Solidão, para combater problemas causados pelo isolamento social como o suicídio, à semelhança do que o Reino Unido fez há três anos. Em Portugal, há algo que tem sido testado, e que já está muito avançado no Reino Unido a nível nacional, que poderá ser uma das soluções.

“Que recebe as noticias no Whatsapp? Entre no grupo AQUI

Chama-se “Prescrição Social”. Esta prática pressupõe que a saúde e o bem-estar das pessoas sejam reconhecidos como algo dependente do estilo de vida e envolvimento pessoal, familiar, social e comunitário. Estes, na maioria dos casos, precisam de ser ensinados, promovidos, valorizados e motivados. A Prescrição Social é um instrumento que permite aos profissionais nos cuidados de saúde primários (médicos de família, enfermeiros e psicólogos, entre outros) encaminharem os pacientes para os serviços não clínicos existentes na sua comunidade, no sentido de um apoio à sua saúde e bem-estar. Estes serviços não clínicos, existentes na sua comunidade, podem ir desde um grupo de caminhadas a um grupo de voluntariado. Trata-se de uma referenciação comunitária pelo próprio sistema de cuidados de saúde primários”. Olha que noticia bacana, o voluntariado sendo observado como uma ação terapêutica complementar aos cuidados da saúde física, uma junção importante e perfeita.

Tenho dito em várias colunas dos benefícios que o voluntariado traz para nossas vidas em vários aspectos e esse tipo de recomendação só vem alimentar ainda mais a potência que existe no trabalho voluntário. Não precisamos de mais um ministério no Brasil, espero que ninguém dos governos leiam esta matéria, precisamos é de pessoas que entendam todo este processo e possamos utilizar este balsamo, sem a necessidade de uma indicação médica. Tenho certeza que cada vez mais pessoas tem entendido esta atuação como terapêutica e que assim seja.