Semanas após aprovar um pacote trilionário para apoiar a população norte-americana afetada pelos efeitos econômicos da pandemia, a Casa Branca de Joe Biden está discutindo os detalhes finais do plano de revitalização da infraestrutura dos EUA, que deve ser a próxima prioridade legislativa do governo em Washington. A ideia de Biden é utilizar essa injeção de recursos para investir em novos projetos de energia renovável e descarbonização.

“Que recebe as noticias no Whatsapp? Entre no grupo AQUI

Segundo o NY Times, a equipe econômica de Biden deve apresentar as linhas gerais do pacote de US$ 3 trilhões ainda nesta semana, além de iniciar a parte mais complexa desse esforço: o convencimento dos atores políticos no Congresso dos EUA e econômicos em Wall Street. De toda maneira, o discurso da Casa Branca já está demarcado: Biden quer aproveitar os esforços de retomada econômica para impulsionar a ação climática nos EUA, dando condições para que o país assuma compromissos de mitigação mais ambiciosos nas próximas décadas. O Wall Street Journal também abordou os desafios de Biden nesse esforço.

Enquanto o pacote de infraestrutura é finalizado, a Casa Branca também está discutindo qual será a nova NDC dos EUA para o Acordo de Paris, que deve ser apresentada durante a cúpula climática global organizada por Biden para o Dia da Terra, em 22 de abril. Como o Washington Post explica, o presidente norte-americano está sendo pressionado por ativistas e por grupos progressistas do Partido Democrata para apresentar metas mais ousadas de redução de emissões para a próxima década, que coloquem o país na liderança da ação global. Por outro lado, a oposição republicana e grupos moderados dentro do partido do presidente recomendam mais cautela, especialmente por causa do risco que medidas mais arrojadas podem gerar em uma economia já abalada pela pandemia.