Em mais um final de semana de fiscalização de prevenção e controle da pandemia em Florianópolis, a força-tarefa conjunta da Prefeitura de Florianópolis segue orientando a população e comerciantes sobre as regras descretadas pelo Estado e Município.

“Que recebe as notícias no Whatsapp? Entre no grupo AQUI

Até o momento, os dados parciais apontam que 1 estabelecimento foi advertido, 11 apresentavam alguma irregularidade em desacordo com o decreto, 2 Multas foram aplicadas e 1 estabelecimento foi interditado, esse estava funcionando de forma correta até a passagem da fiscalização, porém após a força tarefa sair recebemos informações no 153 que haviam excedido o limite de Público, vendendo bebidas alcoólicas após as 18h, pessoas sem máscara transitando no interior do estabelecimento e outras infrações, rapidamente voltamos ao local que foi interditado e retirado todo o público.

Temos que entender esse momento crítico e que a administração tenta de alguma forma conciliar a economia e também a saúde porém os frequentadores desses espaços tem que colaborar e cumprir as regras para que mais restrições não sejam impostas.

O que nos deixa muito felizes é que ao todo tivemos apenas ontem 49 inspeções e só 13 apresentavam alguma irregularidade.
A administração municipal informa que processos administrativos são abertos para determinar as sanções que serão impostas a esses locais.

Desses locais vistoriados, 36 foram encontrados funcionando de forma correta, respeitando as orientações de controle da pandemia da Covid-19. Além do final de semana, as vistorias também são realizadas diariamente.

As regiões estão divididas com a Polícia Militar para evitar sobreposição de equipes e efetivos. Realizam as vistorias, fiscais da Vigilância Sanitária do município e do Procon, agentes da GMF e auxiliares da Susp.

A força-tarefa conta com suporte operacional da Secretaria de Mobilidade, de Turismo, e a de Desenvolvimento Urbano. A coordenação da força-tarefa é feita pela Secretaria de Segurança Pública de Florianópolis.

Nas ações, a força-tarefa verifica itens como uso correto de máscaras, distanciamento social, disposição de mesas e cadeiras, álcool gel, sistema de ventilação, exposição dos alvarás de funcionamento em locais visíveis e outros regramentos. Os agentes também retornam em locais anteriores com histórico de problemas para averiguar o andamento das melhorias solicitadas. Irregularidades detectadas podem gerar multas de até R$ 500 mil reais.