Nesta semana, uma pessoa, utilizando-se do nome de um Promotor de Justiça, entrou em contato por telefone com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano de um município do oeste do Estado, dizendo que estava na cidade para vistoriar o órgão público e que necessitaria de transporte e diárias de R$ 450,00.

“Que recebe as notícias no Whatsapp? Entre no grupo AQUI

O Ministério Público de Santa Cataria (MPSC) esclarece que trata-se de um golpe, uma vez que, em hipótese alguma, um Membro da Instituição solicitaria pessoalmente qualquer valor, por qualquer motivo, uma vez que quem subsidia a atuação dos Promotores de Justiça é o próprio Ministério Público.

Caso qualquer cidadão receba solicitação neste sentido, deve imediatamente informar à Polícia e à Promotoria de Justiça da Comarca, como foi feito no caso ocorrido na semana passada, o que evitou a efetivação do golpe, que já está sendo apurado órgãos oficiais de investigação.