Não permaneço instável,

Ao andar por onde estás,

Com teu semblante afável,

No enigmático sentido que dás.

Quero estar longe…

Porque perto me traz,

A loucura da verdade,

Quando feliz,

ninguém mais me faz.

Descubro um olhar,

Transmutando-me na paz,

E ao tentar adormecer,

Vejo-me entrando em algum lugar,

Esquecendo-me em você!