A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu nesta quinta-feira (15/4) um prazo de cinco dias para que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), explique a não abertura dos processos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Todo tipo de pedido de impedimento é solicitado à Câmara dos Deputados a sua grande maioria inconstitucional.