Está preso um homem suspeito de um latrocínio ocorrido na noite de segunda-feira (26), em Morro da Fumaça, Sul do Estado. A prisão foi no bairro Jardim União, em Criciúma.

A Polícia Civil foi acionada do crime por volta das 22h30min. Três homens, tripulando um Clio, da cor branca, abordaram a vítima, que tripulava um Jetta, da cor branca.

A vítima teria entrado no veículo com medo, quando foi alvejada por um disparo de arma de fogo, andando alguns metros com o automóvel e batendo em uma casa na sequência. O crime ocorreu na Rua Pedro Bertan, no Centro de Morro da Fumaça.

Os criminosos fugiram do local. A Polícia Civil, através de policiais civis de Morro da Fumaça, Urussanga, DIC e Central Regional de Plantão Policial de Criciúma realizaram as investigações.

Segundo a Divisão de Investigação Criminal de Criciúma, três homens estariam praticando roubos um veículo Clio da cor branca. Uma vítima de um roubo havia reconhecido os suspeitos e indicou que eles o teriam assaltado usando o mesmo veículo.

Passado algum tempo, houve o conhecimento que a esposa de um dos suspeitos acionou a Polícia Militar dizendo que teria sido vítima de um sequestro relâmpago, ficando das 19h às 23h no porta-malas do carro, quando foi liberada.

Então, a Polícia Civil, em ação conjunta com a Polícia Militar, constatou diversas contradições nas declarações dela, tendo ela sequer ligado para o companheiro depois do crime, tendo dito que saiu de casa para ir comprar um x-salada em uma lanchonete. Foi realizado o trajeto dela, sendo que no local onde teria ocorrido o sequestro relâmpago havia uma câmera do sistema Bem-Te-Vi e foi constatado que ela não esteve no local.

Diante da situação, descobriu-se onde estava o suspeito. A Polícia Civil foi ao local e efetuou a sua prisão. Todos os objetos, inclusive bolsa, documentos, cartões e dinheiro da suposta sequestrada estavam na casa, fato que comprovou que o suposto sequestro era falso. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao casal. Eles foram conduzidos à CRPP para lavratura do procedimento cabível.

No local, o suspeito indicou onde estava o veículo Clio, afirmando também onde dispensou o seu telefone celular. O suspeito foi autuado por participação em latrocínio consumado. A partir de agora serão continuadas as diligências investigativas para a identificação dos demais suspeitos.