Nessa sexta-feira (30), às 16h, Palhoça inaugura oficialmente a Avenida das Torres, a maior obra de mobilidade urbana já executada em Palhoça na grande Florianópolis. Com a finalização, nesta semana, os trabalhos de colocação de defensas metálicas e de implantação de um semáforo no cruzamento com a Rua Prefeito Reinoldo Alves, os últimos detalhes concluídos na terceira e derradeira etapa da obra. “Agora, com a terceira etapa concluída, a comunicação entre bairros será ampliada e isso vai impactar ainda mais no cotidiano dos palhocenses, porque mobilidade urbana é qualidade de vida, é menos tempo no trânsito e mais tempo disponível para sermos produtivos no trabalho ou para aproveitarmos o convívio da família”, reflete o prefeito Eduardo Freccia.


A Avenida das Torres é uma via ampla, bem iluminada, com 6,3 quilômetros (3,15km em cada sentido) de pistas duplas, interligando diversos bairros e beneficiando mais de 80 mil usuários. O traçado começa depois do Rio Imaruim, na divisa com o município de São José, e segue até o bairro Pagani, onde se concentram o Centro Administrativo Municipal, a Câmara Legislativa e o Fórum de Justiça da Comarca.


A avenida também conta com passeio público, canteiro central, iluminação subterrânea, calçadas e ciclovias padronizadas, além de outros itens comuns em construções desse porte. O investimento de R$ 10 milhões para a viabilização da obra foi captado em parceria com o governo do estado.


A obra foi dividida em três etapas: a primeira corresponde a um trecho com mais de dois quilômetros de extensão (sempre levando em conta os dois sentidos), que vai da Área Industrial até a Rua da Independência, dentro do Jardim Eldorado; a segunda fase envolve outro trecho de mais de dois quilômetros, entre a Prefeitura de Palhoça e a Rua Salvador Assis da Silveira, ligando o Pagani ao Passa Vinte; e a terceira fase compreende a ligação entre as etapas anteriores, da Rua Salvador Assis da Silveira, no Passa Vinte, até a Rua Independência, no Jardim Aquárius, limítrofe ao Jardim Eldorado.


A Avenida das Torres desafoga o trânsito local e oferece vias alternativas à BR-101. Por isso, é considerada uma das principais obras de mobilidade urbana da cidade. “Foi um trabalho árduo, que exigiu um esforço gigantesco de toda a equipe da Prefeitura, desde o projeto, junto à Secretaria de Infraestrutura, passando pelo trabalho jurídico da Procuradoria com a questão das desapropriações, que é uma etapa muito delicada de uma obra desse porte e que acabou estendendo o prazo de conclusão. Mas superamos todos os obstáculos e estamos entregando à população um equipamento de infraestrutura que certamente vai impactar de uma forma muito positiva na mobilidade urbana e na qualidade de vida dos palhocenses”, destaca o prefeito.

Você poder apoia O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4).