Capítulo 3: CONTAGEM REGRESSIVA

Ayala, com a decisão tomada de obter informações, saiu dos Rodrigues, e ao entrar em seu carro, ela sente uma sensação estranha, como se alguém estivesse a observá-la. Poderia ser somente uma impressão. Liga o automóvel, e segue para a delegacia de Lobos. Alex vou ter com Ian, uma conversa sobre quem vira saindo dos Rodrigues. 

CASA DO ORIGINAL

Alex: – Ian!

Ian: -Alex, por que me interrompe, não ver que estou ocupado. Disse se alimentando de uma moça que havia batido na porta e pedido informações;

Alex: -Desculpe-me

Ian: -É urgente?

Alex: -Sim, é!

Ian: -Certo!

Ian vez a garota se esquecer de tudo, um jeito de controlar a mente, e então, ela se vai para dá espaço ao diálogo entre os dois. 

Alex: -Vi Ayelén?

Ian: -Onde?

Alex: -Eu acho que era ela.

Ian: -Vocẽ não tem certeza? Pergunta irritado.

Alex: -Não, mas ela saia dos Rodrigues.

Ian: -Muito bem, está na hora de fazer uma breve visita.

Alex: -Continuou vigiando-a?

Ian: -Continue na vigia! Logo teremos o medalhão, e ela!

DELEGACIA DE LOBOS

Douglas: – Nada nos arquivos!

Ayala: – Não é possível, deve haver algo!

Douglas: -Os poucos registros que temos, é de tempos remotos, não de agora.

Ayala: – Se houver algum acontecimento, poderia me avisar?

Douglas: – Sim, mas não sei de seus motivos?

Ayala: – Um interesse apenas! Um trabalho para a biblioteca.

Douglas: – Estranho Ayala, contudo, se houver algo eu te comunico.

Ayala: -Obrigada.

Matias tenta se lembrar de lugares em que o irmão sempre desejou estar, por ser a sua fase mais aterrorizante, e veio em sua memória: París. De fato, se existe neste mundo um agradável e sensível momento de cometer erros, pecados, era lá.  

Agora era hora de fazer uma pequena viagem a París. E Matias sabia exatamente onde encontrar Juan naquela cidade.

 Apoie O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4).