Oz de Oliveira Colunista de Coluna das Crônicas

E a respeito do senhor que vendeu a América do Sul… Eu bem que achava justo em 72 alugar o Brasil; o dólar não era tão caro, era bom ter os amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda carro era Fusca esposa era mulher nem tudo esta perdido. O tempo é de guerra e não de covardes, nem um homem nasce grande, o homem se torna grande, nunca tenha medo de dar um passo além ! O mês 5 acaba de começar com o aniversário de morte do grande Ayrton Senna 26 anos atrás como também o dia do trabalho. Está difícil de sonhar nestes dias. Eu porém sempre peço no mesmo ponto, eu sempre conto o que, penso na minha fábrica de pensamentos geniais na verdade amigos e negócios é como óleo, e água, eu penso que todos os homens se prostituem porém vendem partes destintas de seu corpo o seu tempo de sua vida!


…Não é a primeira vez que um mero mortal tenta vender o mundo o nosso mundo … este negócio chama-se guerra e está guerra está sendo vencida sem se dar um único tiro, a guerra se vence com notícias de jornal, atestados de óbito falsos e muitos portos ao redor do tão admiravel mundo novo!
o novo dono do mundo não precisa de igrejas, nem de padres, nem brancos ou negros, nem pobres e também não gosta de crianças, nem de pizza, nem de carne de gente feliz, tão pouco mais o Brasil é a terra do futuro e isso é verdade pura, nunca desista de seus sonhos sejam fortes tudo vai passar nas tela do cinema.

Apoie O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4).