Alma me mata…

Alma não me guia…

Alma me feri…

E causa nostalgia.

Alma me deixa…

Alma me larga…

Alma me prende…

Alma me enlouquece…

Alma apaixona – me…

Alma me leva…

Alma me rasga…

Alma me mata…

Alma não me guia…

Oh! Alma!

Por que traz – me ela?

Se não a quero!

Mais anseio a presença dela.

Alma me banha…

Alma me machuca…

Alma me maltrata…

Alma me tortura…

Alma me mata…

Alma me guia…

Ah! Alma doentia!

Deste – me a renascida.

Linda menina e,

Menina adormecida.

Apoie O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4).