À noite em teus braços, Compreendo os tantos sintomas, Que me fazem irem para o espaço, Neste mundo cheio de loucuras.

E percebo, mesmo que não queira! O quanto o amor é de verdade. Não vejo falsos dizeres, Mas o que é a liberdade.

Extravasa meu coração!Vivendo sem sentido. Pois o que seria da gente,Se não perdêssemos o juízo? Ainda bem que somos consagrados! Eu e a vastidão com que há na poesia.

Pelo menos minha alma se agita, Fora dos muros de uma mera ideologia. Restauro-me as forças, Para pensar em nós! Apresso-me nas interlocuções, Por estar com teu ser agora.

Apoie O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4).

*Tá gostando das noticias? convite outras pessoas para ler; as notícias do Portal Folha de Florianópolis. Apresente o endereço “www.folhadeflorianopolis.com.br”, nos ajude alcança mas leitores