Oz de Oliveira Colunista de Coluna das Crônicas

Aprender a viver neste nosso velho, novo mundo, se faz necessário tudo, esta limitado e nós para sobreviver não podemos sermos limitados; a Web, não me deixa mentir tudo se resolve com um pix, um e-mail, uma leitura digital, um código de barra, chega de filas, chega das velhas salas de aula é o admirável mundo novo, os velhos não poderão ser velhos todos terão de ter conhecimento da tecnologia. Chegou o carro elétrico, a placa solar, as curas digitais e o dinheiro será virtual, comeremos o que? amaremos o que?


Este é o admirável mundo novo, onde o gado sempre será gado propriedade do governo, que governa PROS ricos? estamos sendo despejados a força de nosso antigo mundo, até parece uma continuidade do filme Matrix, porém sem direito de escolha ou uma nova era do gelo, neste caso não nós cabe a lei do mais forte e sim de quem tem dinheiro virtual e pensar que é o gado que votou escolheu a sua própria extinção na natureza. A terra produz a semente que vira a folha que cai no chão o verme come a folha que vira esterco que produz a fruta que o animal come, o animal se faz carne que o homem come, porém quem come o homem …


Quem consome o homem é a ganância devora suas ideia em forma de gula ganância pura por poder petróleo, ouro, sangue, guerra, somos nós, os homens frutos do mundo vermes da terra é necessário saber viver!


Chegou o novo aeon é Deus perguntando para sua criação e aí cara em que lado você está? O que você procura, onde está o seu coração, o grande segredo da vida é evoluirmos ao ponto de não precisarmos mais da matéria, sermos livres e soltos de que adianta termos asas e não saber voar, somos todos poeiras de estrelas.

Ajude! O Portal Folha de Florianópolis, fazendo uma Doação de qualquer valor. Dados para doação é (Banco do Brasil – Agência 1453-2, Conta-poupança 23.516-4, Variação 51)