Oz de Oliveira Colunista de Coluna das Crônicas

O tempo é propicio para o golpe… E assim caminha a humanidade desumanamente se engana quem pensa. O lado mais forte é o certo, estamos sim, perdendo o jeito de ser gente de respeitar o próximo; até as mulheres, ditas escravas procuram outro jeito de escravidão, quanto as crianças, peixes que nascem em um aquário, tiram por elas mesmo que ali é oceano e não estão erradas o que é oceano? é água… Os lados estranhos do mundo se defendem acusando e se vitimando e que diabos acontece na América do Sul?


Um enorme coração vermelho doente frebriu e cheio de magoa certos que estão certos. A verdade é está a nossa realidade nua crua e sem máscara é difícil entender que somos todos a mesma coisa uma poira cósmica opaca cor de ébano na sua velhice…Todos estes anos para chegar aqui! Viajamos no vento, descansamos na pedra, sentimos a folha e hoje dormimos na carne! Será o nosso fim, quem somos nós, algo que nasce e morre, sem propósito para onde vamos ontem lendo o noticiário vi que cientistas receberam ondas de rádio vinda da galáxia vizinha.

Andrômeda tomará que está massa cósmica opaca onde descansa a consciência. Seja muito mais humana do que está gente estranha que por aqui abita, passaremos sim por maus dias em todo planeta porem se passarmos seremos mais forte é que a lei do mais forte não seja assim tão dura… Mais é tão difícil ver, gente como a gente, sendo devora pela morte, pela sua cor, sua crença ou genero sexual ninguém planejou vindo da poeira cósmica opaca de cor de ébano, ser devorado pela guerra ai das crianças, das mulheres, gente como a gente poira opaca de cor de ébano maduro.