Colunista Marina

Amor incógnito e grandioso.

Largo e profundamente azul, como o mar. Aqui…. aqui te esperamos !”
E para aprender sobre o prazer?

Sobre o seu olhar… quando se é apenas um estranho? A fé é uma possibilidade de vitória, de que a sua partida não seja uma realidade.

Temos que aprender sobre tudo? Ou os sentimentos bastam? A palavra – passe abrirá portas seguras? Ou te cegará com a indiferença de tantos rostos que te mirarão na obscuridade?

A embarcação não guarda memórias, conduzindo entre águas calmas e enganosas todos os sonhos e ilusões.

Ela olha para o porto distante, perdida em especulações, enquanto as águas vão deslizando e mudando a sua cor, engolidas pelas nuvens companheiras…

Ao girar a moeda no seu aportar, tudo ganhará  o seu verdadeiro lugar, e o destino poderá, por fim, sorrir… Quem pode saber ?

Marina Alexiou é mestre em Filosofia, e estudiosa das Artes. Escritora de prosas poéticas desde 2009, participou do livro “Coimbra em Palavras”, lançado em Portugal.
Gosta de colecionar belas imagens, pois elas a levam para o seu mundo simbólico, inspirando a sua escrita.