Vampiros, lobisomens, mestiços e a feiticeira, se juntam para a batalha final. O caçador não irá parar até conseguir algo que tanto deseja, exterminar as raças. Contudo, existe um artefato a qual vem procurando. O que seria? Com o grupo formado, agora é hora de destruir o inimigo a qualquer preço, nessa última sequência.

Capítulo 1: NO CAPÍTULO ANTERIOR…

NO CAPÍTULO ANTERIOR…

Um grito se houve na casa, eles entram. Tudo estava fora de lugar, bagunçado e, a marca de soco na parede, deixava claro: o caçador esteve ali. A batalha iria começar!

DE VOLTA A REALIDADE

Ayala: – O que ele procurava?

Sibila: -Um artefato!

Ian: -Como?

Juan Pablo: -O que seria Sibila?

Sibila: -A pedra ônix.

Todos: – A pedra ônix?

Sibila: -Sim! Vou contar a respeito.

Sentaram-se no sofá e em algumas poltronas, a qual desviraram em meio a destruição. 

Sibila:-É uma pedra do poder, que canaliza as vibrações, e assim atingir as próprias metas. Além de manter o portador seguro, mesmo em perigo. Uma arma poderosa e…

Matias:-E… – Todos estavam esperando a continuação de Sibila, a feiticeira.

Sibila:-E com ela, se pode ter acesso imediato ao mundo paralelo. Quando os caçadores foram criados, a ônix também foi forjada. 

Ayala: -Por qual razão?

Sibila: Para proteção dos caçadores, mas, felizmente, com a destruição deles, as pedras foram aniquiladas, porém, uma se salvou.

Ian:-E onde se encontra agora? Aqui com os Rodrigues?

Sibila: -Antes fosse! Parece que ele pensou estar, mas não a encontrou.

Juan Pablo: – Sabes de seu paradeiro?

Sibila: Sei sim Ayala.

Ayala:-Conte-nos, por favor, Sibila?

Sibila fica receosa em lhes contar o segredo que sua família tanto vem guardando, mas, por outro lado, a ocasião não permitia continuar de posse dela.

Sibila:-Minha família guardou este segredo,protegendo-o a qualquer custo. 

Então, a hora da revelação havia chegado. Sibila retira de sua bolsa de pequeno porte e, dourada, um saco de veludo vermelho. E retira algo dentro dele, mostrando-os.

Capítulo 2: A PEDRA ÔNIX

A DESCOBERTA SECRETA 

Sibila tem a certeza de estar quebrando um juramento secreto de sua família, entretanto, não é hora de mantê-lo em sua custódia.

Todos:-A pedra! – Surpresos com a descoberta secreta de Sibila.

Sibila:-Com minha própria vida, eu a mantive em meu poder. Tenho temor em deixá-la cair nas mãos erradas.

Matias:-E o que o caçador iria fazer com a ônix?

Sibila:-Se chama obscuridade. 

Ian:-Que é isso?

Sibila:-Um feitiço que se conjurado corretamente, abre o portal para o mundo paralelo.

Matias:-O caçador pode conjurar?

Sibila:-Pode. Ele tem liberdade para isso.

Juan Pablo:-A pedra foi feita ao criar os caçadores, como encontrar a mãe?

Sibila:-Ela vive entre nós.

Eles olhavam uns para os outros, como se quisessem encontrar alguém.

Ayala:-Onde?

Sibila:-Na matilha dos lobisomens.

Matias:-Temos que convencê-la a se sacrificar por uma causa maior.

Ian:-E o que o caçador ganha abrindo o portal?

Sibila:-A ressurreição dos caçadores mortos. O pai, para ser mais franca.

Ayala:-Como se conjura?

Sibila: Derramando o próprio sangue na pedra ônix e dizendo essas palavras: Patrio sanguine vitam aeternam liberamur. Ex onychinos adstrictos et portal eius est in campum properaret. 

Matias e Juan Pablo:-Qual o significado?

Sibila:-Sangue ancestral, liberta a vida eterna. Da ônix, o portal, dele o tempo que se apressa.

Ian:-Pressa mesmo, pois tempo não temos mais.

De repente uma flecha atravessa a janela da sala, onde estão reunidos. Junto dela, um mensagem. Matias a pegou, no intuito de conferir qual era a mensagem e seu remetente.

Matias:-Encontre-me ao norte da floresta. Nesse momento, eu os observo. Sei muito bem que estão com a pedra ônix. Entregue- a mim e, nada acontecerá a Cidade de Lobos e seus moradores. A descendência de vocês estarão seguras. ENZO, O CAÇADOR.

Enzo, o Caçador, os observavam com muita cautela. E agora?