Capítulo 3: RECTA NUNTIUM

DIANTE DA MENSAGEM

Diante da mensagem de Enzo, nossos nobres defensores, saem para o norte da floresta. Mas antes, a feiticeira Sibila, conjura o feitiço chamado de recta nuntium, que quer dizer: mensagem direta.

Sibila:-recta nuntium! – Erguendo a mão direita para os céus.

Ayala se aproxima dela com curiosidade, e pergunta-a sobre o que ela estava fazendo.

Sibila:-Acabei de conjurar o feitiço da mensagem direta.

Ayala:-Que seria?

Sibila:-Uma mensagem de alerta para os nossos companheiros de batalha.

Matias:-Então, estamos prontos?-Pergunta com certa satisfação pela batalha.

Sibila:-Com o meu feitiço, os mestiços e lobisomens irão nos encontrar no local indicado por Enzo. Não sei se o caçador já se encontra lá, mas temos que dá um jeito de falar com Clarice, a mãe.

Juan Pablo:-Certo, Sibile.

Enquanto eles se dirigiam para o norte da floresta, Ayala quis obter uma resposta satisfatória a respeito da relação entre Sibila e o mestiço Tom.

Ayala:-Qual é a sua proximidade com Tom?

Sibila tentou se esquivar-se da indagação de Ayala, contudo, não conseguiu e, se viu na obrigação de revelar o caso.

RELAÇÃO ENTRE SIBILA E TOM

Sibila:-A muito tempo, eu e Tom nos apaixonamos. Ficamos juntos por cerca de cinco anos e meio de nossas vidas. Quis o destino que, não ficássemos juntos. Então, seguimos nossos caminhos.

Ayala:-Destino?

Sibila:-Tínhamos ideias de mundos diferentes, isso acabou com a nossa relação. Eu desejava usar os meus conhecimentos para o bem comum, e ele, para os seus próprios conceitos, ou seja, queria uma aliada, a fim de obter poder. Eu não poderia fazer parte disso.

Ayla:-De repente ele tenha mudado. -Sorrindo para Sibila como uma filha.

Sibila:-Acho que não, minha jovem! – Devolvendo a resposta

A batalha final se aproxima cada vez mais.

Capítulo 4: O CAÇADOR E A PEDRA ÔNIX

JUNTOS NA BATALHA

Após uma jornada, Sibila, Juan Pablo, Ayala, Ian e Matias, chegam ao local. Não vendo nenhum sinal de Enzo, temem que esteja se espreitando, esperando o momento certo de atacar. Logo…Lobisomens e mestiços, se juntam a eles.

Juan Pablo:-Vocês vieram. – Estava contente por tê-los como aliados.

Kain Muriel:-Só estamos juntos para acabar com o caçador.

Sibila:-Eu entendo. Preciso falar com a Clarice, Tom. -Esperançosa que ela estivesse entre eles.

Tom:-Por que? Qual o interesse nela?

Sibila então mostra a pedra ônix a todos que estavam ali.

Kain Muriel:-A ônix! Como?

Sibila:-Minha família o protege a muito tempo. Mas não pode estar nas mãos do caçador, se não ele ressuscitará os seus. Ele nos observou, sabe que estou com ela.

Tom:-E onde entra a Clarice?

Matias:-É a mãe sobrevivente de Enzo.

Ian:-Com ela, podemos destruí-lo.

A floresta começou a balançar suas árvores, folhas. O sombrio parecia surgir invocando as forças das trevas. Então, sei lá de onde, uma flecha atingiu a pedra, fazendo com que caísse no chão, mas longe de qualquer olhar. Quando deram conta, o Caçador surge portando a ônix nas mãos.

Ayala:-Vejam! – Apontou o dedo na direção de Enzo.

Sibila:-A pedra, não, não! -Gritou em seu desespero.

Enzo olhou profundamente para cada um deles, e em seu íntimo, queria dar fim em todos.

Enzo:-Obrigado por virem e me devolver o que me pertence. Agora contemplem a ressurreição dos meus caladores.

Ayala:-Tom, precisamos da Clarice. A um sacrifício a ser feito.

Tom:-Do que ela está falando, Sibila?

Sibila:-Tem que morder o filho, eu quebro o medalhão com o sangue dos doze misturados.

A ventania ficava cada vez mais forte, e impossível de suportar.

Será o início de fim para eles?

Capítulo 5: MUNDO PARALELO

CONJURANDONDO O PORTAL

Enzo, o último caçador, estar de posse da pedra ônix, capaz de abrir o portal que faz ressuscitar os seus companheiros. Esse é o seu plano, e com isso, por fim nas raças: vampiros, feiticeiras, mestiços e lobisomens. Um descuido e tanto, que não contavam, se tratando de um inimigo mortal.

Kain Muriel:-Enzo, não faça isso. – Tentando convencê-lo a parar com a ação.

Enzo:-Esperei por isso a vida inteira, agora, sim, eu posso fazer. E vou fazer. -Gritou tão alto que os pássaros se assustaram e voaram para longe.

Ian:-Eu vou te fazer engolir a suas palavras. -Ian respondeu com raiva, e dando um passo à frente na intenção de começar uma guerra, mas foi impedido por Sibila.

Retirou uma faca da bainha que estava em sua cintura. Cortou um de seus dedos direito e, deixou o sangue fluir na pedra, enquanto conjurava o feitiço obscuridade.

Enzo:-Patrio sanguine vitam aeternam liberamur. Ex onychinos adstrictos et portal eius est in campum properaret.

O céu voltou como no princípio de sua originalidade. Doze horas de luz e escuridão. No meio disso, o portal rompeu o seu lacre. Um buraco negro, e de lá de dentro se escutava os gemidos e lamentaçõe. O mundo paralelo deva as suas caras novamente. Tudo ficou nublado e sem cor.

Enzo:-Saiam meus amigos, mostrem o seus poderes. Vamos, venham!-Enzo os chamava insistentemente.

Ayala estava tão assustada que, se abrigou nos braços de Juan Pablo.

Sibila:-Clarice, Clarice, Clarice!-Abriu os pulmões e conclamava o nome da mãe do Caçador, acreditando que se revelaria.

Um por um, deixaram a profundidade daquilo no qual é infernal, e retornaram fortalecidos, sob as ordens de Enzo. O portal de acesso, aos poucos se lacrava outra vez. Somente Clarice poderia ajudar Sibila a matar o Caçador. Preparados, a existência da Cidade de Lobos, assim a preservação das espécies, em jogo, se consumia pelo confronto travado por um lunático vingativo.

Enzo:-Pai, meu pai!-Olhando com lágrimas nos olhos, ao caçador de sua linhagem.

O pai de Enzo, sorriu por instantes, dizendo estar com ele, apenas sinalizando com a cabeça.

Chega a hora do confronto.