Os Departamentos de Saúde Pública da Califórnia e de São Francisco confirmaram que um caso recente de COVID-19 entre uma pessoa na Califórnia foi causado pela variante Ômicron. A pessoal estava viajando e retornou da África do Sul em 22 de novembro de 2021. A pessoal, que foi totalmente vacinado e apresentou sintomas leves que estão melhorando, está em quarentena e desde então tem testado positivo. Todos os contatos próximos foram contatados e tiveram resultado negativo.

O sequenciamento genômico foi conduzido na University of California, San Francisco e a sequência foi confirmada no CDC como sendo consistente com a variante Ômicron. Este é o primeiro caso confirmado de COVID-19 causado pela variante Ômicron nos Estados Unidos.

Em 26 de novembro de 2021, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou uma nova variante, B.1.1.529, como uma Variante de Preocupação e a nomeou Ômicron e em 30 de novembro de 2021, os Estados Unidos também a classificaram como uma Variante de Interesse. O CDC tem monitorado e se preparado ativamente para essa variante e continuaremos a trabalhar diligentemente com outros parceiros da indústria e da saúde pública dos EUA e do mundo para aprender mais. Apesar da detecção de Ômicron, Delta continua a ser a cepa predominante nos Estados Unidos.