O prefeito Gean Loureiro anunciou na manhã desta segunda-feira, 20 de dezembro, o cancelamento da queima de fogos na Capital. A decisão leva em conta o surgimento da nova variante Ômicron e a impossibilidade de o município conseguir fazer uma fiscalização em toda a orla bem como o rastreio de possíveis contaminados.

De acordo com a Prefeitura, o cancelamento é unicamente no evento promovido pela administração municipal e não para eventos privados, desde que estes ambientes sigam o protocolo de evento seguro, com a cobrança de passaporte para eventos com mais de 500 pessoas.

“O cancelamento da queima de fogos é um passo cauteloso, como temos dado desde o começo da pandemia. Estamos evitando dar um passo à frente para não ter que recuar no futuro com novas restrições. Queremos manter as conquistas até aqui”, comenta o prefeito Gean Loureiro.

A ação não terá nenhum prejuízo financeiro para Prefeitura. Os recursos que estavam direcionados para os fogos já estão destinados para projetos sociais. São eles:

O TecnoOportunidades, que envolve 700 crianças de 12 a 14 anos, que trará inserção tecnológica, com linguagem digital, para jovens em vulnerabilidade social. Há ainda o Programa primeiros passos, desenvolvido em parceria com a UFSC para ensino sobre tecnologia e o Programa aprimoramento, que irá qualificar 400 desenvolvedores de software. Atualmente em Florianópolis, há cerca de 1800 vagas em Tecnologia em Informação.

Os programas iniciam em março e as inscrições serão iniciadas em janeiro.

Há ainda outro programa destinado para empreendedores da Capital, público que foi tão afetado por conta da pandemia. O programa chamado Juro Zero mais que especial passa a destinar de R$ 3 mil para 5 mil reais para MEIs e para microeempredores de 5 para 8 mil.