O que um abraço pode trazer para a saúde do homem e da mulher? Estudos indicam que pessoas que foram mais abraçadas quando crianças demonstram menos sintomas de estresse emocional e agressividade na vida adulta, e que as sensações táteis dos abraços protetores que recebemos na infância se mantêm no sistema nervoso até a vida adulta.

Um abraço verdadeiro é poderoso traz sensações de proteção, amor e segurança, além de fazer bem para a saúde física e emocional, ativar todo o corpo, auxiliar na prevenção de doenças e acelerar a recuperação do organismo. Muito mais do que um gesto de carinho e compaixão, o abraço é uma forma de comunicação não-verbal.

Cada pessoa tem uma forma de abraçar, que reflete as características de sua personalidade e o tipo de carinho que recebeu na infância.

Tipos de abraço e seus significados

Abraço protetor

Neste abraço, uma pessoa envolve os braços ao redor de outra, que está à sua frente. A proteção traz sentimentos de segurança, apoio e estabilidade. É uma forma de demonstrar intimidade, segurança, cuidado e responsabilidade, proporcionando conexão e boas energias para quem abraça e para quem recebe o abraço.

Abraço pelas costas

As pessoas se abraçam frente a frente, acariciando as costas do outro. Esse é um abraço que significa garantia, lembrando o quanto elas se importam umas com as outras e passando conforto ao parceiro.

Abraço camarada

Os indivíduos se conectam frente a frente, dando tapinhas nas costas do outro. Esse é um abraço amigável, que demonstra alegria, afetividade e amizade, sem demonstrar um grau de intimidade maior. Este é um abraço normalmente é usado entre homens.

Abraço lento

Frente a frente, um parceiro envolve os braços na cintura do outro, enquanto o outro o abraça pelo pescoço. Trata-se de um abraço típico de amores jovens, que demonstra um grau de intimidade maior entre as pessoas. É uma poderosa forma de aproximação e combinação de sentimentos

Abraço parceiro

Este é um abraço dado de lado, em que uma pessoa coloca um único braço ao redor do ombro do outro. É como se fosse um “meio abraço”, sem envolver totalmente o corpo. Trata-se de um gesto de conexão emocional e de aproximação física entre parceiros, de uma forma despojada e que não demonstra intimidade ou romance, passando a mensagem de “estamos juntos”.

Abraço de urso

Trata-se de um abraço bem apertado, em que ambos envolvem seus braços pelo pescoço e ombros da outra pessoa. Este abraço demonstra aproximação e passa a sensação de saudade, carinho profundo, gratidão e consideração. Pode ser dado em momentos de dor, despedida, saudades e em momentos de alegria.

Abraço ponte

Neste abraço, os ombros se unem enquanto a parte mais abaixo do corpo está totalmente afastada. Acontece em situações embaraçosas, em que uma pessoa não tem muita intimidade com a outra, e geralmente é um abraço mais sem graça e que não gera conexão. Trata-se de um abraço que pode demonstrar que a pessoa não quer uma aproximação maior e pode demonstrar desconforto na relação.

Abraço cara a cara

É similar ao abraço de urso, mas as pessoas se olham nos olhos de forma profunda. Este é um abraço envolvente, que demonstra um rapport de alma, demonstra o amor pela outra pessoa e transmite uma forte intimidade. Para os apaixonados, esta é uma ótima demonstração de união, respeito e cumplicidade.

Abraço boneca

Neste abraço, um indivíduo abraça as costas da pessoa por baixo de seus braços, apertando a ponto de deixar o abraçado mole como uma boneca de pano. Este tipo de abraço normalmente demonstra falta de equilíbrio nos sentimentos: não se trata de amizade e nem de romance, pois não demonstra nenhum tipo de reciprocidade, sendo um gesto desagradável.

Leia também: As crianças querem um presente do Papai Noel no Natal da Virada